segunda-feira, 23 de março de 2015

Vender é Questão De Hábito



Vender é Questão De Hábito

   
Um resumo rápido que sim se pode!

Vender é uma questão de hábito!

Quando falo isso para as pessoas elas simplesmente ficam intrigadas de como fazer disso um hábito "vender". Fazemos isso todos os dias com nossos familiares, amigo de trabalho e pessoas que circulam em nosso caminho.Quando você coloca aquela roupa para ir ao trabalho, verifica se combina as cores, as mulheres capricham na maquiagem.
Neste momento você já começou um processo de vendas, vendendo sua imagem para sua família e amigos. Nosso objetivo é ver um retorno das pessoas, um olhar ou gesto positivo que nossa imagem foi aceita.
Poderíamos relatar inúmeras situações que fazemos todos os dias, onde praticamos de alguma forma a venda.
Nesse primeiro momento temos que romper nossos paradigmas que vender é coisa de vendedor de porta-porta, que diga-se de passagem são muito bem remuneramos.
Todas as pessoas devem de alguma forma aprender esta arte milenar.
Em nosso próximo artigo, vamos deixar aqui dicas para você praticar todos os dias e se tornar um grande vendedor de idéias e imagem.
Um forte abraço!

Rogério Rodrigues

quinta-feira, 19 de março de 2015




                                                           www.rogeriorodrigues.com
                                            

terça-feira, 10 de março de 2015

Porque é que os clientes têm uma impressão tão negativa dos vendedores?

Porque é que os clientes têm uma impressão tão negativa dos vendedores?
É vendedor? Se sim, está na altura de mudar esta realidade!
10 Mandamentos a seguir:
1º – “O silêncio é de Ouro” - Não fale, escute. Isto é fundamental no início de qualquer interação de vendas. Não “despeje” um discurso pré-feito sobre si e os seus produtos/serviços.
2º – Pergunte. Saiba vender com perguntas. Perceba como o cliente vai precisar do seuserviço/produto. Dedique-se ao cliente, faça-lhe perguntas…
3º – Interesse-se. Mostre curiosidade pelo cliente. Pergunte sobre os produtos/serviços que o cliente usa atualmente e se está satisfeito com eles. Crie empatia com o cliente. Descubra realmente o que ele precisa. Lembre-se que este processo não é um inquérito impessoal, não pergunte por perguntar!
4º  Crie empatia. Fale com o seu cliente de forma descontraída. Não entre em “modo venda”, a debitar “clichés” e frases feitas. Evite discursos padrão de “introdução a vendas”, tons exagerados ou monocórdicos.
5º- Nas “entrelinhas”. Preste especial atenção ao que o seu cliente NÃO diz. Repare se o cliente parece estar preocupado, chateado ou apressado? Pergunte: “é uma boa altura para falarmos?” “ Se não, talvez possamos remarcar o nosso encontro”. Mostre que se preocupa com o cliente.
6º – Mantenha o foco. Lembre-se, o que está em questão é sempre o que é melhor para o cliente.
7º - O momento certo. Depois de ter conhecimento das necessidades do cliente, já pode falar sobre o seu serviço/produto.
8º - Objetividade. Não se disperse! Escolha uma mão cheia de coisas que possam ajudar na situação do cliente e fale-lhe sobre isso.
9º - À medida. Nesta fase, já deve ter um bom conhecimento das necessidades do seu cliente em relação aos serviços/produtos que tem para oferecer. Também já ganhou a confiança do cliente, certo? Então está pronto para o próximo passo: oferecer o produto/serviço que vai “preencher as medidas“ do cliente.
10º - Ação. No final do processo de venda, o vendedor já é visto como alguém confiável que está a oferecer um serviço/produto em particular para solucionar um problema do cliente.
O objetivo é que o cliente não se lembre que esta a lidar com um vendedor. Consegue isso?PARABÉNS, está no caminho certo para ser um profissional de vendas de excelência!
Agora está à vontade para convidar o cliente a tomar à Acão final.

O segredo do MMN em 8 passos!